Logo Bioparque Serra Negra

 

 

 

 

Confira abaixo alguns dos temas que encontramos no Bioparque!

 

 

 

Abelhas

 

As abelhas são insetos que se caracterizam como sociáveis. Existem aproximadamente 20 mil espécies no planeta, em torno de 300 são nativas do nosso país. Elas realizam um papel muito importante no nosso ecossistema, que além de produzir mel e cera que são utilizados na culinária e em cosméticos, realizam a polinização de flores, mantendo a flora em reprodução e conservação constante.

Algas

 

As algas são os vegetais dos ambientes aquáticos e possuem funções semelhantes às plantas no ambiente terrestre. Há uma grande diversidade de algas, elas podem ser microscópicas, gigantes, utilizadas na alimentação ou até mesmo para fazer biocombustível.

Aves

 

O grupo das aves é muito diverso, com mais de 10 mil espécies descritas elas estão presentes no mundo todo. Podem ser subdivididas em diferentes grupos, os quais reúnem animais com características semelhantes, sendo essas características morfológicas, genéticas, anatômicas, entre outras. 

Bambu

O bambu faz parte do grupo vegetal das gramíneas e é capaz de proliferar por meio de caules subterrâneos, os quais são chamados de rizomas. Atualmente apresentam ampla utilização na culinária asiática, na construção civil e em produtos decorativos, além de servir como abrigo para diversas espécies animais.

Briófitas

Muito conhecida como musgos, as briófitas são as plantas mais primitivas encontradas na Terra e são abundantes em áreas com bastante umidade, como no interior de matas fechadas e em torno de lagos e riachos, por dependerem da água para a absorção de nutrientes e para a reprodução.

Colmeias

Dentro da divisão social das abelhas há algumas funções determinadas como: operárias, zangões e rainha. As operárias realizam alimentação das larvas, limpeza da colmeia, produção de cera e mel e obtenção do néctar, já os zangões participam apenas da reprodução da colméia, cumprindo sua função durante o voo nupcial da rainha. A rainha possui o papel mais importante dentro da colmeia, no qual já se inicia no berçário em sua alimentação diferenciada com geleia real.

Comunicação entre espécies

Diversas formas de comunicação podem ser encontradas na natureza, seja ela entre os animais, como vertebrados e invertebrados, ou até mesmo entre as próprias plantas. Alguns tipos dessas comunicações são: tátil, elétrica, sonora ou por meio de compostos voláteis.

Cupinzeiros

Os cupinzeiros são construídos pelos cupins, um grupo de insetos sociais, que possuem caracteristicas muito singulares em sua formação, comportamento, reprodução e até mesmo alimentação.

Dendrocronologia

Ao estudar o tronco das árvores podemos saber diversas informações sobre a própria planta e também sobre o ambiente em que ela está, até mesmo se as condições ambientais dos anos anteriores foram favoráveis ou desfavoráveis para seu crescimento. 

Doenças das plantas

As plantas podem ser afetadas por diferentes patógenos, sejam eles fúngicos, virais, bacterianos e pequenos invertebrados parasitas. Esses agentes infecciosos são capazes de causar diversas reações nas plantas podendo então alterar o seu desempenho.

Ecologia de paisagens

Uma paisagem natural é composta de diferentes estruturas as quais formam um ambiente heterogêneo e capaz de abrigar e garantir a sobrevivência de diferentes espécies, as quais podem ser especialistas ou generalistas. Quando o ambiente é alterado antropicamente e ocorre uma degradação, ele pode se tornar fragmentado colocando em risco a sobrevivência das espécies que habitam nele.

Epífitas

 

São um tipo de planta que se utilizam de outras como apoio para se aproximarem do topo das árvores, sendo este o local com maior incidência solar. Suas diferentes adaptações permitem a absorção de água e nutrientes . 

Espécies exóticas e invasoras

 

Muitos acham que uma espécie exótica é aquela colorida, bonita e diferente, mas na verdade elas são aquelas espécies que não pertencem originalmente àquele lugar. Quando essa espécie consegue sobreviver bem e se reproduzir nesse novo ambiente, ela pode ser tornar uma invasora e ter um impacto negativo na natureza.

Espinhos e acúleos

 

As plantas possuem algumas estratégias de proteção contra predação e a presença de estruturas como os espinhos e acúleos é uma delas. Essas estruturas possuem uma função similar, mas formação completamente diferentes.

Fotossíntese

 

É a transformação de energia solar em energia química para que as espécies vegetais realizem suas funções metabólicas, sendo um processo vital, através deste a planta obtém carboidrato resultante da associação de dióxido de carbono e água.

Frutos

 

O único grupo vegetal a produzir frutos é nomeado como angiosperma, sendo composto por 250 mil espécies. O fruto é uma estrutura reprodutiva vegetal no qual protege as sementes para que desta forma a sua dispersão esteja garantida. Esta pode ser realizada por diversos métodos, sendo eles: zoocoria, barocoria, anemocoria e autocoria.

Licófitas

 

As licófitas são um grupo primitivo de plantas que possuem características únicas que os diferenciam das outras plantas, como possuir vasos condutores de seiva e não produzirem sementes. Atualmente são muito difíceis de serem encontradas, mas 400 milhões de anos atrás dominavam a Terra, ocupando grande parte do território.

Líquens

 

Os líquens são organismos que resultam de uma associação fúngica com uma cianobactéria ou alga verde, sendo essa relação um exemplo de mutualismo simbiótico. Essa associação é utilizada comercialmente nas indústrias alimentícias, cosméticas e farmacêuticas. Esse organismo demonstra grande importância no desenvolvimento de novos ambientes produtivos, além de algumas espécies serem bioindicadoras da qualidade do ar.

Microclima

 

Sabemos que áreas abertas costumam ser mais quentes e que áreas com mais cobertura vegetal costumam ser mais frescas. Essa dualidade pode ser considerada como diferentes microclimas e é resultado da influência de diversos fatores ambientais.

Microrganismos aquáticos

 

Há muitas espécies microscópicas que habitam os ambientes aquáticos como rios, lagos e lagoas. Por necessitarem de equipamentos para serem visualizadas elas passam despercebidas aos nossos olhos e muitas vezes nem sabemos da existência delas.

Nascentes

 

As nascentes possuem uma grande importância no sistema hídrico da região em que está presente por serem as responsáveis pela origem dos rios, assim a sua proteção é algo que deve ser valorizado.

Paisagens sonoras

 

O som faz parte de uma paisagem, assim como os elementos que podemos ver. Eles também são muito importante para a sobrevivência das espécies, visto que elas os utiliziam para se comunicarem por diversos motivos, como alimentação, reprodução e proteção.

Poluição

 

São muitas as formas de influência antrópica negativa no ambiente e a poluição é uma delas. Sendo assim, há diverssos tipos de poluição, podendo ser sonora, física (lixo), do ar ou da água. 

Reflorestamento

 

O desmatamento é uma ameaça à conservação da biodiversidade, mas existem ações que podem minimizar seus efeitos negativos e contribuir para a preservação da natureza, como o reflorestamento. Este processo pode ocorrer de modo natural, ou então, acelerado pelo plantio ativo de mudas.

Respiração e Transpiração Vegetal

 

Assim como os animais, as plantas também respiram e transpiram. Estes processos ocorrem em organelas no interior das células e garantem a sobrevivência das plantas. A maioria da água absorvida pelas plantas é perdida durante a transpiração e a glicose, formada durante a fotossíntese, é quebrada para gerar energia para o funcionamento de suas células.

Serpentes e Peçonhentos

 

As serpentes são animais pertencentes à classe dos répteis e possuem espécies com estruturas, como suas presas, que são capazes de inocular veneno. Também estão muito presentes em crenças populares, sendo alvo de agressões.  

Troncos

 

Os troncos das árvores podem ser de diversos tipos, tamanhos diferentes e variadas texturas. Eles também abrigam uma grande biodiversidade de vegetais, fungos e até mesmo animais.