Logo Bioparque Serra Negra

.. 

Líquens

 

 

O que são?

 

Os líquen são organismos formados por uma espécie de fungo em associação com uma cianobactéria¹ ou alga verde. Essa associação é uma relação ecológica denominada simbiótica mutualística, sendo obrigatória e vantajosa para ambas.

 

Neste caso o fungo é responsável por absorver água e nutrientes necessários para a cianobactéria ou alga verde sobreviver e esta é responsável pela fotossíntese, gerando energia suficiente para o fungo.

.

download 1.jpg

Uma característica fundamental para sua resistência no meio ambiente é a capacidade de cessar a fotossíntese dependendo da quantidade de água presente no ambiente. Quando um líquen desseca, sua camada superior se torna esbranquiçada e mais espessa, impedindo a passagem  da luz e consequentemente parando a fotossíntese. Quando está úmido, se torna mais sensível à luminosidade e temperatura, podendo ser afetado por altas taxas luminosas ou temperaturas muito extremas. 

 

Por serem muito resistentes às intempéries, os liquens são amplamente distribuídos pelo mundo, estando presentes desde a taiga² e tundra ártica³ até o quintal de nossa casa. Por mais que possuam uma grande distribuição, eles necessitam de substratos específicos para seu desenvolvimento, como rochas, solo, folhas e cascas de árvores.

 

Os líquens possuem uma grande diversidade, podendo ser encontradas espécies praticamente invisíveis a olho nu, espécies quilométricas ou até mesmo marinhas. Além disso, possuem uma taxa de crescimento muito lenta, crescendo em torno de 0,1 a 10mm por ano.

wide-closeup-shot-lichens-rocky-surface_181624-2900.jpg
closeup-shot-tree-bark-covered-with-moss-forest_181624-15356.jpg

Importância

 

Além de sua importância ecológica os líquens são utilizados nas indústrias farmacêutica, cosmética ou até mesmo como fonte alimentícia ou corantes de tecidos.

 

Os líquens também são muito utilizados pelos animais na natureza, servindo de alimentos para renas, ácaros, insetos e lesmas e também podem estar presentes em ninhos de animais, como esquilos e aves, que ao carregarem para seus ninhos podem ajudar na dispersão.

 

 

Pioneiro na Sucessão Ecológica

 

Um ecossistema possui a capacidade de regenerar após uma perturbação, seja ela grande ou pequena, e voltar a uma condição semelhante a original devido a sua resiliência. Este processo é chamado de sucessão ecológica, e ele pode ocorrer em áreas naturais, como em clareiras de florestas ou em áreas antropizadas, como regiões agrícolas abandonadas que aos poucos voltam à sua estrutura original.

 

Os liquens são essenciais na sucessão ecológica por serem considerados pioneiros em áreas em que os fatores físicos, como temperatura e umidade, ainda não são estáveis ou propícios para o desenvolvimento de outras espécies, visto que são resistentes ao calor, frio e seca. Além disso, liberam substâncias químicas (ácidos liquênicos) que aceleram o processo de dissolução das rochas, acumulam água e assim criam um ambiente mais propício para o desenvolvimento de outras plantas como samambaias e angiospermas⁴. 

 

Liquens possuem um papel diferenciado em relação ao solo, sendo um dos responsáveis pela fixação de nitrogênio. Também são utilizados como indicadores ambientais da qualidade do ar, visto que são muito sensíveis à compostos tóxicos, como o dióxido de enxofre. Podem ser utilizados para detectar a presença de metais pesados pela sua composição química em áreas próximas a polos industriais

 

Reprodução

 

Como os líquens são compostos por dois organismos diferentes, a reprodução pode acontecer de forma separada (indireta) ou ao mesmo tempo (direta). Na reprodução indireta, o fungo produz suas estruturas reprodutoras (apotécios), as alga produzem as suas e posteriormente formam o líquen. 

 

Na reprodução direta há a formação de estruturas específicas que contém tanto fungo como algas. Os sorédios são estruturas formadas por um aglomerado de células de algas e hifas dos fungos, já os isídios são estruturas com córtex de líquen além do aglomerado celular de algas. 

 

Outro método de reprodução é a fragmentação, onde pedaços de líquen tem a capacidade de formar outro indivíduo.

 

Glossário

 

1. Microorganismos pertencentes aos procariontes que realizam fotossíntese.

2. Bioma predominante em altas latitudes onde o clima continental frio e polar predominam, também conhecida como floresta de coníferas.

3. Bioma presente nas regiões árticas, onde o longo inverno impede o crescimento de árvores, apresentando apenas arbustos, gramíneas, musgos e líquens.

4. Plantas que produzem frutos, os quais recobrem as sementes.

 

 

Para mais informações:
 

RAVEN, P. H.; EVERT, R.F.; CURTIS, H. Biologia Vegetal. 8. ed. Rio de Janeiro: Ed. Guanabara Koogan, 2014.

SPIELMANN, A. A.; Fungos Liquenizados (Líquens). Instituto de Botânica. Seção de Micologia e Liquenologia, 2006.