Logo Bioparque Serra Negra

..

Licófitas

O que são? 

 

As licófitas compõe o grupo mais antigo de plantas vasculares sem sementes. Seus antecessores surgiram há muito tempo na escala evolutiva e as espécies atuais são consideradas relíquias.  Os primeiros registros fósseis são da era paleozóica e datam do começo do Devoniano e do final do Carbonífero, cerca de 400 milhões de anos atrás. Apesar de serem abundantes no passado, sendo o grupo dominante no período Carbonífero, atualmente menos de 1% das plantas vasculares são representadas por licófitas. Uma característica exclusiva deste grupo é a presença de folhas com um único feixe vascular¹, sendo essas folhas menores que as de seu grupo-irmão (eufilófitas), por isso chamadas de micrófilos.

Bernd Haynold.jpg
Luiz Fernandés García, 2004.jpg

Sua linhagem evolutiva incluía desde pequenas herbáceas² até árvores gigantes de 2 metros de diâmetro e mais de 40 metros de altura. No período em que existiram em abundância, produziram grande quantidade da biomassa³ que formou a maior parte dos depósitos de carvão existentes em todo o mundo.  Podemos fazer uma analogia comparando as licófitas com os dinossauros na era mesozóica. Do mesmo modo que os dinossauros eram o grupo de animais dominantes desta época, as grandes licófitas eram o grupo de espécies vegetais dominante da era paleozóica, onde prosperaram por milhões de anos em pântanos, sendo extintas devido ao clima mais seco que a Terra obteve no final do período Carbonífero. Apenas as pequenas licófitas sobreviveram e hoje representam 1200 espécies, possuindo uma menor representatividade nos biomas mundiais devido à dominância das plantas com sementes. As espécies existentes são divididas em 3 famílias:  Lycopodiaceae, Selaginellaceae e Isoetaceae.

Importância das plantas vasculares sem semente

 

Os ancestrais das atuais licófitas e seus parentes vasculares extintos, cresceram a grandes alturas e formaram as primeiras florestas, reduzindo drasticamente os níveis de CO₂, causando um resfriamento global e formando geleiras. Também foram responsáveis pela formação de um grande depósito de carvão, pois o material orgânico resultante de sua morte não se decompôs na íntegra, mas formou uma espessa camada de turfa⁴ que foi coberta pelo mar. Sedimentos marinhos acumularam por cima dessa turfa, que foi convertida em carvão devido a pressão e o calor atuando durante milhares de anos.

Glossário

 

1. Elemento que constitui o transporte vascular das plantas, sendo composto principalmente por xilema e floema. 

2. Plantas que habitualmente se designam por “ervas”, têm caules não lenhosos ou flexíveis, com altura geralmente inferior a 1-2 m. 

3. Massa biológica base da produção de energia a partir da decomposição de resíduos orgânicos.

4. Material de origem vegetal, parcialmente decomposto, encontrado em camadas.

 

Para mais informações: 

 

PRADO, J.; SYLVESTRE, L. S. As samambaias e licófitas do Brasil. 2010.  In: Forzza, R,C. et al. (org.). Catálogo de plantas e fungos do Brasil, Vol. 1 [online].

REECE, J. et al. Biologia de Campbell. 2010.

WALTER, S. et al. Sistema Vegetal: Um enfoque filogenético. 2009.